Proteína PD-L1

O novo biomarcador para o tratamento do câncer de pulmão de células não pequenas. O PD-L1 é uma proteína expressa pelas células tumorais, que pode indicar uma inibição das respostas imunes das células de defesa do corpo, permitindo que o tumor cresça e se espalhe para outros órgãos, gerando a metástase. A expressão do PD-L1 é um biomarcador preditivo para algumas imunoterapias.

Para que o médico patologista possa realizar o teste do biomarcador e, assim, avaliar os marcadores moleculares (p. ex. o PD-L1), é necessária uma amostra de tecido. Essa amostra é obtida através da biópsia, que consiste da retirada de um pequeno fragmento do tumor por:

Cirurgia: procedimento realizado sob anestesia, cujo objetivo é a retirada de uma amostra de tecido pulmonar para o diagnóstico anatomopatológico.

Broncoscopia: exame endoscópico, no qual há a introdução de um aparelho fino e flexível através da via aérea, que permite a visualização do caminho que o ar percorre até os pulmões e a obtenção de amostras.

Biópsia por agulha guiada por TC: procedimento realizado sob anestesia local e com auxílio da tomografia computadorizada (TC). O radiologista alcança a lesão utilizando uma agulha.

Toracoscopia: procedimento cirúrgico através do qual um equipamento de videoscopia é introduzido na cavidade torácica para sua avaliação.

Mediastinoscopia: procedimento cirúrgico realizado através de um pequeno corte no pescoço, que permite a visualização do conteúdo do mediastino.

Conheça o PD-Point